LEMBRETE!

Palavras, silêncio... Tudo fere se estamos ressentidos.
Gi Barbosa

domingo, 26 de junho de 2016

Dança Comigo?

Sugestão de filme - Comédia Romântica Dança Comigo?

O filme "Dança comigo? " que conta com um elenco de peso com nomes como : Richard Gere, Jennifer Lopez, Susan Sarandon é uma deliciosa comédia romântica que vai te fazer pensar um pouco mais sobre o casamento, a rotina e o amor.

Excelente pedida para os românticos de plantão, mas também para aqueles que adoram ver uma boa dança e desfrutar de momentos especiais de reflexão.

Destaco abaixo uma  das falas do filme que acho mais interessante:
"No casamento você promete se importar com tudo, as coisas boas, as coisas ruins...Tudo, o tempo todo.Todos os dias. Então dizemos: 'Sua vida não passará despercebida, porque eu estarei lá para notar.''Sua vida não ficará sem testemunhas, porque eu serei sua testemunha.'
Assista e se emocione!

domingo, 1 de maio de 2016

Nunca é tarde para encontrar o amor



O amor pode estar lá fora...
Nunca é tarde para encontrar o amor
Quem sabe na primeira esquina de casa, ou sentado no banco da praça.
Pode estar sentado ao lado numa cadeira de um auditório ou na carteira da escola...
E cabe a você encontrá-lo.

Saiba que nunca é tarde para encontrar o amor. Não vou te enganar.
Pode ser bem difícil encontrar o amor lá fora, mas é ainda mais complicado encontrá-lo do lado de dentro. Por que amar o que está além de nós É FÁCIL, seja o verdadeiro amor ou aquele idealizado.
Amar a figura que escolhemos em meio a tantas é simples, mas amar a nós mesmos a ponto de continuarmos crendo que somos seres humanos dignos de receber amor é uma das tarefas mais difíceis da vida

Mas o amor está lá fora... Disso não se pode duvidar ...
Imagine se quem você pensa ser o amor de sua vida, não o é de fato?
E talvez você insista neste "amor" por esperar que um dia ele te pense assim... Digno(a) de ser amada
Pode ser mesmo que você queira de outro o reconhecimento que deve vir de si mesmo(a)
Mas, o amor pode estar lá fora... E você certamente vai esbarrar nele de uma forma que jamais imaginou. E aquela cena tão incrivelmente bela de dois velhinhos de mãos dadas até o fim da vida que você gostaria de viver  se torne realidade um dia.
Pode ser que você encontre o amor lá fora logo que encontrar o amor do lado de dentro.

O amor está lá fora... É certo que está... E nunca é tarde para o encontrar!

sexta-feira, 11 de março de 2016

Fuga de sentimentos

Fuga de sentimentos

Foge menininha, foge
Corre pra longe onde não te alcance
Este sentimento que é digno
E ao mesmo tempo tão  infame

Foge, foge depressa
Deste sentimento insano
Tão desprovido de razão
Exageradamente leviano

Foge pra longe e aquieta
Aperta o passo
Vai depressa

Esconde-se tal qual
bicho acuado e sofrido
Deste amor desmedido.

Gi Barbosa Carvalho

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Amo VOCÊ A música do dia

Há canções que nos marcam tanto, canções que eternizam um momento...
As vezes nem tanto por uma atitude forte como uma serenata na janela ou uma declaração pública de amor, mas por um gesto simples, um toque leve... 
Um simples toque que te dá a certeza de que é amada... Assim... Sem palavras no meio de um trecho doce que diz:
Amo VOCÊ A música do dia

"Quero ser tua respiração
Seu suor
Motivos pra sorrir
E o melhor que existir em seu coração
Quero ser a sua fantasia
Ficar contigo noite e dia
Se me pedir aquela estrela
Eu busco pra você toda a constelação
Iererê amo você
Nunca vi um amor tão forte assim
Não dá pra negar que deus te fez pra mim
Iererê amo você
Enquanto a luz do sol brilhar
Não vou parar, eu vou te amar
Até o fim
Iererê"

Linda canção... É a nossa música do dia pra você sonhar!

Sem máscaras e sem maquiagem




Que ninguém JAMAIS se sinta tentando(a) ser o que não é apenas para me agradar... Pq no futuro a realidade certamente me será desagradável.
Perceber que passou a vida ao lado de uma pessoa que achou que conhecia não é das melhores experiências.
Parece mesmo que tudo que vivemos foi uma mentira como mentira era o personagem que foi montado para nos iludir.
Do mesmo modo ninguém espere que eu me sinta obrigada a montar um personagem para seu agrado pq o que terá de mim pode ser potencialmente desagradável desde o início, mas será a mais perfeita realidade de um ser humano imperfeito.
Me basta você ser assim como eu... Sem máscaras, sem maquiagem... Apenas VOCÊ!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

O efeito dominó nas relações amorosas



De repente uma ação leva a outra, que leva a outra, que leva a outra e quando menos se espera está tudo no chão. E olha que a primeira ação foi um simples toque, talvez um mesmo sem propósito algum.
Nas relações amorosas não é diferente.... Para se destruir o que foi construído tão lindamente, tão magicamente e de forma tão sublime basta uma pequenina ação... Um agitar de dedo, por exemplo, um olhar na hora errada, uma palavra mal dita ou maldita. 
O efeito dominó nas relações amorosas

Não obstante as ações nocivas, existe um sentimento chamado orgulho que há séculos vem impedindo as pessoas de serem felizes e fazerem outras pessoas felizes.
Hoje pela manhã via um filme quando me saltou da tela uma frase potencialmente verdadeira.
"Se fôssemos mais tolerantes com as fraquezas alheias seríamos menos sós."
Pois bem, parece que provocamos nossa solidão ao darmos tanto valor há pequenas ações ( muitas vezes não intencionais) e palavras ditas fora de hora, fora de contexto, longe da verdade.
Fato é que tudo na vida é meio assim... Basta um pouquinho... 
É só um pouquinho de desatenção para o doce começar a empelotar, o carro sair desgovernando e uma tragédia acontecer.
Muitos vivem em função de evitar estas tragédias, são pessoas atentas, pessoas, sistemáticas, pessoas centradas e seguras, mas o que também é fato é que quando se trata de relações uma única pessoa não consegue segurar por muito tempo.
Exemplo:
Se uma pequena ação sua causa um efeito catastrófico na  vida de seu parceiros, as ações que virão dele serão suportadas por algum tempo, mas ou ele começa a levantar as peças e te ajudar a colocar as coisas no lugar ou é o ponto final da relação.
Não adianta insistir... É o efeito dominó... Muitas vezes seu pequenino gesto desencadeia um turbilhão de ações negativas de seu parceiro mesmo e você não aguenta pq ele vai insistir em dizer que É CULPA SUA!
Talvez você não acredite que sua pequenina ação tenha sido tão nociva a ponto de fazer com que o outro acabe com tudo. Mas cada um sabe o que e como sente, então resta seguir seu caminho, afinal você não poderá lidar com isso sozinho(a)... E se o outro está concentrado em ver as peças caírem, deixe que ele seja feliz observando o estrago final!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Eu não vou a lugar nenhum

Lembro da mãezinha da minha amiga que quando passava no portão me chamava...
Começava a conversar e segurava minha mão bem forte ...
Eu não vou a lugar nenhum

Era certo que eu não iria a lugar nenhum... Gosto de ouvir os idosos... Mas acredito que pouca gente para pra crescer e aprender com eles... 
Ela segurava forte, mas tão forte que se eu quisesse n conseguiria me desvencilhar ...
Amor, eu não vou a lugar nenhum... Conte-me sua história... 
Não apenas emprestarei os ouvidos, mas beberei de cada palavra e aprenderei contigo.
E ela ia sorrindo, um riso que iluminava todo o rosto...
Alguém estava ali parado ouvindo e também sorrindo.
Amoooo ouvir tanto quanto amo falar!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

A moça e o amor- Poesia

A moça e o amor- Poesia

Já fui amada de tal forma
Que não pude entender ou  retribuir
Até tentei..
Me despi, seduzi, enlouqueci

Mas aprendi que é impossível
chegar ao patamar da retribuição
sem compreender como  se faz
para alegrar um coração

Já fui amada, adorada
como santa num pedestal colocada
Não pude recompensar a quem só fez me amar
Fique ali parada, apenas sendo venerada, idolatrada....

O tempo passou e o amor
esse pequeno "infeliz"
procurou formas de agradar
um coração que só me quis

Mas como insensível moça
sempre fui eu
não soube falar de amor
só consegui dizer adeus

Não que insensível não ame
Ou que não sinta a emoção
Só que é mais fácil dizer adeus
que entregar o coração


Gi Barbosa

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Triste de quem não sabe mais viver


Triste de quem não sabe mais viver
Triste de quem vai pra piscina ou pra praia sofrer.
Triste de quem precisa sentar lá para fazer comparações de corpos
Triste de quem caça as estrias e celulites alheias só para poder sentir-se melhor com o próprio corpo.
Triste de quem tem um conjugue que fecha a cara e faz cena quando uma mulher nos moldes midiáticos se aproxima.

Triste de quem não aprendeu a se divertir.
Triste, triste, triste mesmo é quem esqueceu que mar e piscina serve para tomar banho... Praia e cadeirinha serve para tomar sol...
Triste de quem não sabe mais viver!

A Ditadura da Magreza

A Ditadura da Magreza... 

Ela está em toda a parte ainda que se tente negar, ainda que se tente afirmar que Gordofobia é coisa de gordo chato... Sim... já ouvi está expressão inúmeras vezes.
A Ditadura da Magreza

Gordo chato é que reclama de preconceito em lugar de tentar emagrecer e entrar nos padrões.
Não, eu não sou gorda, nunca fui gorda e possivelmente nunca serei... Meu biotipo é de gente magra mesmo comendo que nem condenada, mas sinto a dor de cada ser humano oprimido por uma ditadura que tenta padronizar a raça humana.
Me entristece ver o olhar lacrimejado de um ser humano que passou a vida tentando ser o que não é...
Um ser humano que não foi aceito pela sociedade, que foi obrigado a viver à margem e servir apenas para as piadinhas de mau gosto desde a primeira infância.
-Gordo não é bonito... Mas gordo é engraçado!
-Olhá lá o gordo fazendo gordice!
Gordo não pode dançar, não pode ser sensual, não pode usar biquini, não pode entrar no mar sem um olhar de reprovação total.
-Como tem coragem?
- Se fosse eu não saia de casa!
- É, com um pouco de maquiagem até que não fica mal, mas precisa emagrecer!
- Que rosto lindo... Pena que é gorda!
São frases "bobinhas" de nosso dia a dia que parecem normais tão facilmente saem de nossas bocas como verdades oportunas.
Não ... Não é normal ... Nunca foi normal e jamais será normal.
Olha, eu não acredito em padrões pré fabricados... Nunca acreditei e passei a vida inteira pedindo para minhas amigas que se amassem mais e se importassem menos...
Cá também teria (mesmo sendo magra) que me encaixar num outro padrão... Aquele que diz que mulher brasileira precisa de curvas avantajadas, mas claro sem ser gorda, afinal ser gorda é um crime.
Fico cá sentadinha a refletir com as muitas postagens de amigas que tentam feito loucas gritar para o mundo que são felizes gordinhas, mas que choram em suas camas à noite pela crueldade de uma cultura imposta desde a mais tenra idade. Uma cultura na qual gordo serve pra fazer graça, pra servir de chacota, pra fazer gordice e nada mais
Gordo não tem representatividade quase que nenhuma na mídia deste país... Assim como negro, o índio...
Observem os filmes, os seriados, as novelas e os comerciais de TV.. Onde você viu um gordo ser estrela?
O gordo da novela é quase sempre o engraçadinho que anda aos trancos e faz palhaçada.
Com exceção do Jô Soares que faz comédia, mas tem seu espaço garantido... Mas... Observem o mas... Quando Jô fala algo mais polêmico e aparece na mídia os comentários não são em cima da fala de Jô, mas no fato de ele ser GORDO... Velho e GORDO.
Você lê comentários terríveis que demonstram o quanto o brasileiro tem preconceito com pessoas que estão fora do padrão apresentado e imposto pela mídia.
Acredito que nos dias atuais não deva existir espaço para ditadura de nenhum tipo e tenho plena convicção que ninguém precisa ter vergonha do próprio corpo a ponto de impor a si mesmo um verdadeiro martírio para se encaixar seja lá em qual padrão for.
Nem acredito que seja preciso gritar o tempo inteiro que não se dobra aos padrões (apesar de que as vezes a gente sente desejo de lavar a alma), mas precisamos olhar no espelho e amar a realidade do que somos... Precisamos aprender a jogar fora a opinião de quem ainda não aprendeu a pensar o ser humano fora de um padrão corporal.